Na CES 2020, grandes marcas lançam gadgets que usam satélites

O Consumer Electronics Show (CES), que ocorre todo começo de ano em Las Vegas (EUA), é considerado o mais importante evento de produtos eletrônicos do mundo. A CES 2020 aconteceu entre 6 e 9 de janeiro, e um dos grandes destaques do evento foram as tecnologias, aparelhos e serviços que usam comunicações via satélite.

A nova onda de softwares de comunicação baseadas em redes de satélites e a emergência do padrão 5G para conexões com aparelhos eletrônicos de todos os tipos estão criando novas oportunidades para serviços e equipamentos. Os satélites desempenham um papel fundamental nessa tendência, já que a maioria dos novos produtos promete conexões confiáveis e de alta qualidade em qualquer lugar do planeta.

Alguns exemplos de produtos e serviços lançados durante a CES deste ano em Las Vegas:

• A fabricante de automóveis BMW anunciou durante o evento seus planos para lançar um veículo com funções de “semi-automatização”, usando conexões 5G via satélite. O carro vai se chamar iNEXT, e tem lançamento previsto para 2021. O automóvel da fabricante alemã usará recursos altamente sofisticados e conexões via satélite em tempo integral para permitir uma navegação praticamente autônoma, com o mínimo de interferência do motorista. O iNEXT será compatível com o sistema de navegação por satélite global de alta precisão (GNSS), essencial para incorporar funções de direção “semi-automatizadas” como as que estarão disponíveis no iNEXT. Com isso, o automóvel terá geolocalização mais confiável, cumprindo requisitos técnicos de acordo com a norma ISO 26262 para nível de integridade da segurança automotiva.

• A empresa chinesa Quectel Wireless Solutions, fornecedora global de módulos de celular e de sistema de navegação por satélite global, apresentou na CES 2020 dois módulos multimodo LTE Cat 1 “completos”, o EG21-G e sua variante Mini PCIe. Ambos os módulos suportam acesso de rádio global 4G, 3G e 2G em até 30 bandas com uma única SKU. Isso aumentará significativamente a eficiência da implantação global da tecnologia IoT e reduzirá os custos. Baseados no modem MDM9x07 da Qualcomm, os dois módulos Cat 1 estão em conformidade com as especificações 3GPP Rel. 11 e fornecem taxas máximas de dados de 10 Mbps downlink e 5 Mbps uplink. Ambos são bem adequados para aplicações IoT diversificadas, que exigem taxas de dados médias e conexões estáveis, como contagem inteligente, dispositivos usáveis, monitoramento ambiental, sistemas de segurança e de alarme. Os módulos EG21-G e EG21 Mini PCIe podem integrar um receptor GNSS de multiconstelação opcional (GPS, GLONASS, BeiDou/Compass, Galileo e QZSS) a fim de fornecer um posicionamento mais rápido e preciso para aplicações de rastreamento de ativos e gerenciamento de frotas.

• A ‘20tree‘ é uma startup holandesa que combina inteligência artificial com imagens de satélite para observar florestas e espaços verdes urbanos, ajudando a avaliar informações como a temperatura do ar e a poluição. A empresa apresentou na CES 2020 uma solução para oferecer uma administração eficiente da cobertura florestal em ambientes urbanos, essencial para o planejamento ambiental nas cidades.

• A corporação japonesa Kyocera fechou uma parceria com a Blue Innovation, especializada em drones, para lançar drones capazes de criar uma estação de satélite em situações de emergência, como catástrofes naturais. Estes drones serão utilizados em áreas onde ondas de rádio não alcançam, como locais afetados por desastres naturais. Segundo a empresa, o projeto é de que diversos drones com funções de estação de satélite sobrevoem esses locais para proporcionar comunicação por aparelhos móveis. As unidades de comunicação dos drones analisarão a área e prepararão redes de telecomunicação automaticamente. A Kyocera será responsável por produzir unidades de comunicação móvel 5G e LTE. A Blue Innovation desenvolverá os servidores (back-end) e a interface visual (front-end). Protótipos do drone foram mostrados na feira de eletrônicos CES 2020, em Las Vegas. Os próximos testes incluirão averiguar a comunicação por LTE e 5G. As empresas pretendem completar o projeto até o ano fiscal de 2021 com o intuito de comercialização. As três gigantes da comunicação, Softbank, KDDI e Docomo, também estão fazendo testes para utilização de drones em situações de emergência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *